Raças




New Hampshire





Raça americana de pele amarela e ovos de casca marrom, apresenta cor vermelho claro e crista serra. 
Esta raça é utilizada para cruzamentos formando os atuais híbridos de corte, melhora de plantel caipira e ornamentação.Os machos pesam em média 3,632 kg e as fêmeas 2,951kg.As galinhas produzem em média 220 ovos no primeiro ciclo de postura.

Rhode Island Red


Esta raça foi criada em 1845, no Estado norte-americano de Rhode lsland, pelo cruzamento de galinhas locais rústicas, com Shangais ou Cochinchinas e galos Malaios vermelhos. Apareceu nas exposições pela primeira vez em 1895.
Origem: EUA. Desenvolvidas nos estados de Nova Inglaterra Massachusetts, os rebanhos tenderam à coloração Rosa que chegou à cor profunda e constituição forte e penas duras.
Características: São aves excelentes para pequenas criações, são talvez as melhores aves de postura com dupla finalidade (Carne e Ovos), pois mesmo em pequenas faltas de alimentação, continuam com a produção de ovos. São melhores para a produção de ovos do que de carne. São uma das raças onde as qualidades de exibição e habilidade da produção podem com sucesso ser combinadas em uma única raça. Alguns machos podem ser agressivos. Têm os corpos retangulares, relativamente longos, vermelho tipicamente escuro na cor.
Descrição
Peso 3,850Kg no galo, 3,400 no frango, 3,000 na galinha e 2,300 na franga.
Plumagem vermelho rico, brilhante, uniforme, com pontas das penas da gola e da cauda pretas. O preto da plumagem, em local não especificado, constitui defeito.
Cabeça média horizontal e para a frente. O bico é médio, levemente curvo, córneo avermelhado, os olhos grandes, ovais, castanho-avermelhados. A crista é simples de serra, média, espessa na base, firme e ereta, podendo ser levemente flácida na fêmea em postura, com cinco pontas bem definidas, a da frente e a última menores, a espada lisa, inclinando-se ligeiramente para baixo, sem chegar a amoldar-se ao feitio da cabeça, sem recortes ou bifurcações. As barbelas são de tamanho médio, iguais, sem pregas ou rugas, os brincos oblongos, bem definidos, proporcionados. A crista, barbela, face e brincos são vermelhos brilhantes.
Pescoço médio, com esclavina abundante, caindo sobre os ombros, com penas meio soltas, menos emplumado na galinha, de cor vermelho vivo por fora e vermelho baço internamente. As esclavinas têm a extremidade bordada de preto.
Costas largas, compridas na horizontal - no galo com leve inclinação em curva até a cauda, com as penas do manto abundantes e de comprimento médio, de cor vermelho-vivo-brilhantes.
Cauda na galinha, curta, não muito aberta, em ângulo de 20º, preta com exceção das duas penas superiores, que podem ser orladas de vermelho no galo, de comprimento médio, bem arrumada, formando um ângulo de 30o , estendendo-se às grandes caudais menores. As cobertas (coberteiras) da cauda são médias em comprimento, largas e bem revestida de penas moles. As caudais são pretas, mas as cobertas da cauda podem tornar-se vermelhas na proximidade do manto.
Peito largo, saliente, arredondado, vermelho vivo. Corpo largo, profundo, comprido, com quilha comprida, direita, alongando-se para a frente, dando uma aparência oblonga, com as penas unidas ao corpo. O ventre possui penas moles não muito abundantes. A cor das diferentes regiões deve ser a mais uniforme possível e a cor interna deve ser vermelha, livre de plúmbeo.
Patas ou membros inferiores, apresentam coxas médias, cobertas de penas moles, tarsos e dedos de comprimento médio, bem torneados, lisos, bem afastados entre si, sem penas, canudos ou penugem, de cor amarelo rico ou córneo avermelhado, desejando-se uma linha de pigmento vermelho nos tarsos, descendo até‚ as pontas dos dedos.
Ovo: De cor Marron e Bom Tamanho.
Uso: Utilizadas para carne e ovos, são rústicas, grandes e excelentes poedeiras. Uma verdadeira galinha da fazenda.
Aptidões e outras qualidades
É considerada uma raça mista, servindo tanto para a produção de ovos como de carne, porém quando se apura o desenvolvimento corporal, diminui-se a produção de ovos. Entre as raças mistas ‚ a única que, sob certas condições de seleção chegou a igualar-se a Leghorn na postura. Conforme o rebanho pode produzir de 180 a 240 ovos anualmente. Os ovos são grandes, pesando de 56 a 65 g, rosados ou pardos, cor muito apreciada no mercado interno. Choca muito raramente, sem permanecer muito tempo nesse estado. É das mais rústicas e menos sujeita às variações meteorológicas que a Leghorn. Os frangos produzem carne apreciada mas sem a precocidade nem a conformação dos híbridos modernos.

Wyandotte Prata Laceada


Originária dos Estados Unidos da América, tendo este nome em homenagem a tribo índia Wyandotte. É uma ave de tamanho grande e dorso bastante côncavo, crista de rosa e patas amarelas, possuindo dupla aptidão ( carne e ovos ).Seus ovos são de coloração marrom claro e peso mínimo de 52g. Ave bonita ornamentalmente e de boa aptidão para melhora de plantel caipira.O macho pode chegar a 3,9kg e a fêmea a 3,0 kg.

Sebright Dourado \ Prateado



Originària da Inglaterra , pelo criador Sr. John Sebright no ano de 1800, raça utilizada essencialmente como ornamental, possuindo variações : Prata, Dourado e Lemon, todos com rebitado de preto. Seus ovos possuem cor branca pesando 30g em mèdia, possui vàrias características intrínsecas, sendo que a que chama mais atenção è a sua cola aberta em formato de leque.


Brahma Ligth








Brahma: É uma raça asiática, conhecida também como Chitacongs, Xangai, Cinza e Brahma Pooltras. Acredita-se que resultou de um cruzamento do Malaio com o Cochin. Importadas por volta de 1840, foram geneticamente aprimoradas pelos americanos até chegarem à Brahma Light, Brahma Dark e Brahma Buff.

Originários da India, particularmente da região conhecida como Brahmaputra, dai o seu nome. As primeiras aves a serem exportadas da India foram para os EUA e parte foi também introduzida na Grâ Bretanha. Algumas destas aves foram presenteadas então à rainha Victoria. O Brahma foi incluído no primeiro livro de padrões das aves domésticas, publicado em 1865.

O tamanho e a força do Brahma, sugerem que a raça tem um relacionamento próximo com o pássaro selvagem "asiátic elusive" conhecido como Gallus Gigantus.

.A crista é constituída por três linhas paralelas, em forma de gomos, não serrilhadas, pequenas e firmes. O bico é bem curvado. As pernas e os pés, até os dedos do meio são empenados.

O macho pesa de 5 a 7 kg e mede de 60 a 80 cm de altura. A fêmea pesa de 4 a 5 kg e produz de 120 a 150 ovos por ano com peso médio de 56g.





BANTAM (Nagasaki)



São as aves miniatura do mundo avícola. A palavra bantam é um termo genérico para mais de 350 tipos de variedades miniatura de galinhas reprodutoras. Elas aparecem em quase todas as raças e variedades onde existem aves de grande porte. 



Normalmente apresentam um quinto do peso do semelhante de maior porte dentro da raça. 



São aves exclusivas de exposição, mas têm sido utilizadas para chocar ovos de outras espécies, principalmente de aves pequenas, faisões, codornas, etc...



CORNISH






É uma raça inglesa de corte com variedades preta, branca laceada vermelho e amarela. Apresenta crista ervilha, pele amarela e produz ovos de casca marrom. Apresenta corpo de conformação diferente das outras raças, tendo pernas mais curtas, corpo amplo com peito musculoso aves muito elegante e plumagem brilhosa. As habilidades de produção de carne são muito apreciadas nesta raça e tem sido explorada no cruzamento de galos Cornish com galinhas de raças como a Plymouth Rock Barrada, Plymouth Rock Branca, New Hampshire e linhas híbridas.



Entretanto esta raça é mais pesada do que parece produz poucos ovos marrom, de tamanho médio. Quando adultos, os machos pesam em média 4,086 Kg e as fêmeas 3,178 kg. As galinhas produzem em média 80 a 100 ovos no primeiro ciclo de postura, que pesam em média 50g.


PLYMUNTH ROCK BARRADA








As aves desta variedade apresentam penas com barras brancas e pretas no sentido transversal, dando uma aparência cinzenta às aves. O gene barrado, ligado ao sexo, através de sua dosagem de melanina resulta em diferenças entre os sexos. As fêmeas apresentam manchas brancas menores e menos irregulares na cabeça e geralmente são mais escuras na penugem e na canela do que os machos. Além disso, a pigmentação preta nos dedos das fêmeas, ao contrário dos dedos dos machos, cessa abruptamente deixando a porção distal de cada dedo amarela. Em contraste, os machos apresentam manchas brancas mais irregulares na cabeça e falta de contraste na abrupta mudança de coloração preta/não preta dos pés. Existem diferenças nesses padrões de cor por sexo entre linhagens dessa raça. Dessa maneira, quando se quiser obter altos graus de certeza na sexagem pela cor se requer ajustamento para linhagem dos pintos.



Com o aumento da preferência por ovos de casca branca, esta raça diminuiu em popularidade. Atualmente vem sendo mais utilizada como linha fêmea nos cruzamentos com galos Rhode Island Red para produzir



pintos de postura autosexados, que quando adultos produzem ovos de casca marrom. Este tipo de cruzamento tem tornado a raça mais popular. 





INDIO GIGANTE








Nos mais remotos sertões do Brasil, lá pelo ano de 1930 naquelas velhas e antigas fazendas do interior de Goiás e Minas Gerais, surgiu um frango gigante, bem maior que o caipira comum. Frango este com uma beleza superior, porte muito elegante, com aquelas coxas, pernas altas, pouquíssimas penas que até os 4 meses parecia um filhote de papagaio (peladão, peladão...) com seu andar mole e desajeitado parecia mais um dinossauro. Porém ao ficarem adultos se transformaram em belos galos e galinhas. De tal beleza que chamava a atenção de qualquer um que os via, estas aves não surgiram por acaso, mas sim de um trabalho de apaixonado e admiradores das aves, que através de uma seleção genética amadora chegaram nestas aves, eram chamados na época de frango índio e chegaram a povoar em quase todos os terreiros de Goiás.Infelizmente na década de 70 quase foram dizimados com a introdução de aves geneticamente modificadas. Restaram na época pouquíssimos criadores que perseveraram o frango índio. Junto com a mudança genética das aves no Brasil o criador Antônio Carlos de Andrade, um apaixonado por aves reuniu nos criatórios de seus avós e tios um lote de galinhas e galos índios, pois seus descendentes eram uns dos poucos que preservavam a raça na época, iniciou-se um grande e árduo trabalho de seleção do frango índio gigante. Mais tarde o criador introduziu em seu plantel aves puras das raças shamo e malayo para melhorar a beleza, rusticidade e o principal; o sabor da carne de seus frangos.Índio gigante, que até então se chamava frango índio, com a introdução dessas aves no plantel o criador passou a chamá-los de Índio Gigante, devido a sua semelhança com as aves combatentes.

Assim surgiu o verdadeiro Índio Gigante!
 







Originária da China, são aves ornamentais por excelência, com grande habilidade para chocar, sendo frequentemente utilizada como chocadeira para outras aves ornamentais. Apresenta crista serra e empenamento que cobre a perna e o pé.Apresentam pele amarela e ovos de casca marrom. Existem nas variedades branca, preta, amarela, marrom, barrada e salpicada. Quando adultos, os machos pesam em média 4,994 e as fêmeas 3,859 kg. As galinhas produzem em média 120 ovos de casca marrom, que pesam em média 53g 



ORPINGTHON





ORPINGTHON - Raça desenvolvida na Inglaterra nos anos 1880. Apresenta dupla finalidade (carne e ovos). Existe nas variedades preta, branca, amarela e azul. Apresentam crista serra, pele branca e ovos de casca marrom.Quando adultos, os machos pesam em média 4,540 kg e as fêmeas 3,632 g. As galinhas produzem em média 160 ovos de casca marrom, que pesam em média 55g. 








Origem: China.
Características raciais: Aves de crista e barbela pequena, pele amarela e caracterizadas pela plumagem que cobre as pernas, pés e dedos, nas variedades Ligth, Dark, Buff, White, Black, Mosqueada, Blue, Perdiz
Peso: Pesos: Galo 6,0 Kg, Galinha 4,750 Kg, Frango 5,0 Kg, Franga 4,0 Kg.
Cor dos ovos: Marrons claros
Finalidade da raça: Raça muito pesada e indicada para a produção de frangos pesados ou capões, sendo as galinhas razoáveis produtoras de ovos de casca marrom. No entanto não são utilizadas como poedeiras comerciais, devido ao crescimento lento e maturidade sexual tardia.
São aves de bonito aspecto ornamental, devido ao seu porte e elegância, combinado com suas cores. Em exposições chamam a atenção pela beleza. São criadas mais para a finalidade decorativa e os galos para melhoramento genético das galinhas caipiras. Saiba mais sobre os Brahmas:


JERSEY GIGANTE 






As galinhas JERSEY GIGANTES, apareceram no início do século XIX em New Jersey, EUA. Desenvolvidas pelos irmãos Black, apelidadas inicialmente de Jersey Black Giant, quando disparou a procura de raças de galinhas pesadas para abate a fim de satisfazer o mercado de Nova Iorque.
Sendo a maior raça de galinhas criada nos EUA, resultante do cruzamento de Orpingtons, Javas e Langshans, é uma raça que não perdura muito tempo no mercado, como ave de corte devido a uma pigmentação acentuada das penas que deixa a carne muito escura e com muita pouca carne ate aos 6 meses.
Existem as variedades preta, branca e azul, devem ser rústicas, com uma forma angular e a pele amarelada. A crista deve ser simples, grande e em forma de serra. As canelas são pretas na variedade negra e claras nas variedades brancas.
Com uma postura de 180 ovos, tornaram-se poedeiras eximias, os ovos são de casca escura pesando em média cerca de 60 gramas. As fêmeas podem até chocar, mas é muito raro devido ao ser grande porte, contudo, e se acontecer provavelmente abandonam o ninho antes do tempo, pois não cobrem eficazmente os ovos, razão pela qual se deverá optar por uma incubação artificial ou por galinhas de raças mais pequenas.
Se deixam de ser utilizadas como aves de carne, são aves muitos atractivas entre os criadores e amantes das aves, pelas suas características singulares.

N E W H A M P S H I R E



New Hampshire - Raça de origem americana, dizem alguns criadores que raça Provém da raça Rhode lsland Red também americana, da qual constitui a princípio uma variedade não reconhecida oficialmente. Poucos criadores cultivam hoje esta raça. Foi introduzida no brasil em 1944, exelente produtora de ovos média anual 220 ovos. Peso 3,850Kg no galo, 3,400 no frango, 3,000 na galinha e 2,300 na franga. o cruzamento entre as raças New Hampshire e Rodhe island formam a raça Ambar excelente produtora de ovos e carne pois une a genética das duas raças. A taxa de fertilidade na raça New Hampshire e muito superior as outras raças puras, por este motivo foi muito utilizada no cruzamento dos hibridos de corte difundidos no brasil para reprodução em escala industrial. Como podem ver os cruzamentos entre raças puras trazem beneficios a industria e aos pequenos produtores. Muitos criadores não identificam o padrão genético de suas aves, com isto podem ter algum prejuízo em suas criações tais como; baixa produtividade de ovos, fertilidade comprometida por galos inferteis ou nº de galinhas superior ao recomendado (10 galinhas para 1 galo em média) melhoramento do plantel é bem simples com um bom programa de vacinação, limpeza higienização das instalações e introdução de um galo de raça pura para um grupo de galinhas caipiras, a produção de ovos, tamanho das galinhas e galos melhoram muito pois este cruzamento darão origem aos chamados hibridos. Você terá em seu quintal excelentes produtoras de ovos e frangos mais robustos para o consumo ou venda. Mas tenham cuidado com a consanguinidade. ( Cruzamento entre as aves irmãos x irmãs ) que podem gerar descendente de tamanho e produtividade menor que os hibridos de 1ª geração.



ganhar dinheiro

galinhas, ovos, galos, frango, ração, criação, galinheiro, caipira, frangos de raça, galos de raça, galinhas de raça, ovos de raça, indio gigante, orpiton

2 comentários:

  1. ADOREI SEU BLOG QUALQUER DIA MEU FICARA COM IGUAL SEU TO APRENDENDO AINDA. VALEU VISITE O MEU www.angrarural.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. muito bom to iniciando tenho um indio gigante macho e duas femeas de pedrez portugues

    ResponderExcluir